O Auxílio Brasil deverá sair do papel em breve, segundo o presidente Jair Bolsonaro e o Ministro da Cidadania João Roma.

Em comunicado nesta quarta-feira (20), os governantes divulgaram valores e a data para começo da implementação do novo programa.

O tema vem sendo amplamente discutido devido a necessidade de modificação do Bolsa Família, que será substituído pelo novo auxílio, e o impasse da Reforma do Imposto de Renda, que originalmente tinha proposta de ajudar nos gastos do programa.

Com diversas dúvidas acerca do assunto, confira as principais perguntas e respostas atualizadas até o momento sobre o novo Auxílio Brasil e saiba como ele será pago, quais os valores, quantas novas pessoas serão beneficiadas e mais.

Início dos pagamentos

Com a última parcela do Auxílio Emergencial sendo paga em outubro, a previsão do governo federal é que o Auxílio Brasil comece seus pagamentos em novembro deste ano, ainda sem data oficial para o acontecimento.

Novos valores

O auxílio propõe um reajuste de 20% ao Bolsa Família de maneira geral e terá valor de R$400 ao mês.

Quem tem direito ao Auxílio Brasil

Famílias em situação de pobreza, com renda de até R$178 por pessoa e com membros menores de 21 anos ou gestantes, e de extrema pobreza, que possuem renda de até R$89 por pessoa.

Fim do Bolsa Família e novos beneficiários

Com o lançamento do Auxílio Brasil, o Bolsa Família será excluído e seus beneficiários devem passar a ser contemplados pelo novo programa, que ainda deverá incluir um adicional de quase 3 milhões de  brasileiros.

Embora ainda não tenha sido divulgado como será a seleção dos novos membros, o ideal é manter o cadastro atualizado do Bolsa Família e o CadÚnico.

Como o Auxílio Brasil será financiado

Bolsonaro afirmou que “ninguém vai furar o teto de gastos” para custear o programa e não explicou como será financiado o auxílio.